CFM e FMUP lançam livro Ensaios em Bioética, do especialista português Rui Nunes

O Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) lançaram, nesta terça-feira (11), na sede do CFM em Brasília (DF), o livro Ensaios em Bioética, do diretor do Departamento de Ciências Sociais e Saúde da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), professor doutor Rui Nunes, também especialista em Bioética.

A obra traz reflexões que “contribuem para o progresso da bioética em nível mundial, agregando-lhe uma perspectiva lusófona, sempre atenta às questões éticas e morais incontornáveis e cada vez mais complexas”, segundo o tesoureiro do CFM, José Hiran Gallo, que participou da cerimônia de lançamento.

Ao comentar o trabalho do professor, o presidente do CFM, Carlos Vital, lembrou o relatório da NASA (agência espacial americana) que sugere um provável colapso da humanidade, levantando questões sobre a sustentabilidade da civilização moderna. “Esse tema é de fulcral importância às nossas reflexões. O Brasil, como país continental e de grande riqueza ambiental, tem grande responsabilidade nesse cenário”, destacou o dirigente.

Rui Nunes lidera o Polo de Portugal da Cátedra de Bioética da Unesco, cujo objetivo é a difusão da bioética em todos os países da Lusofonia – Portugal, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste – sendo a cooperação com o Brasil ao longo da última década um fator absolutamente decisivo para implementar o projeto.

Nesse sentido, o professor enalteceu o programa doutoral em bioética CFM/FMUP, que completou dez anos em 2017. “Esse curso tem sido uma enorme aventura e constituiu-se num programa exigente. Ao fim de uma década, podemos fazer um balanço positivo dessa parceria continental”, disse.

Para Nunes, o pensamento Bioético deve influenciar as leis da medicina em suas diferentes áreas com uma nova maneira de ver o mundo e a vida. “Quando a NASA diz que a vida está em risco, que a civilização está em risco, quer dizer que nós humanos temos que continuar a construir nossos princípios com respeito, tolerância e solidariedade, e perceber que não vivemos isolados. Temos que olhar com consideração e responsabilidade em relação às gerações vindouras e à vida na sua totalidade. Um dos valores dos quais não podemos abdicar é a proteção do meio ambiente e da biosfera”, ressalta.

Também participaram da mesa de lançamento o secretário-geral do CFM, Henrique Batista e Silva; o presidente da Confemel, Jeancarlo Cavalcante; o membro da Câmara Técnica de Bioética do CFM, Gerson Zafalon Martins; a professora da FMUP, Natália Teles; e a presidente da Associação Médica de Pernambuco, Helena Carneiro Leão. O evento foi acompanhado pelos estudantes do programa, além de autoridades como a conselheira do CRM-DF, Martha Helena Pimentel Zappalá Borges; e a deputada federal Mariana Carvalho.

A livro está disponível na plataforma de Publicações on-line do CFM e pode ser acessado em: https://goo.gl/pzZybo

Fonte: Portal Conselho Federal de Medicina.

Publicado em: 11 de julho de 2017.